Sesimbra + Setúbal + Praias da Arrábida

Durante uma visita a Portugal em 2017, um bate e volta de carro saindo de Lisboa nos levou até a pequena cidade de Sesimbra, e depois à cidade de Setúbal. Em outro dia, já no final da viagem, tivemos a oportunidade de passar um tempinho na Praia da Figueirinha e também vimos (a distância) algumas outras praias famosas da região da Serra da Arrábida. Essa é uma área super bonita – muito perto de Lisboa, com opções para aventureiros e para relaxar – e vale a pena visitar!

Apesar de termos passado por lá em 2 dias diferentes, decidi juntar esses lugares no mesmo post porque estão todos na região ao redor da Arrábida e fazem parte do Distrito de Setúbal, que fica ao sul do Distrito de Lisboa, na costa oeste do país.

Nossa primeira parada foi Sesimbra, uma cidade muito conhecida (entre os portugueses, não tanto para estrangeiros) para turistas de veraneio e visitantes que vão passar o dia, famosa por suas praias, restaurantes de peixe e frutos do mar e vida noturna animada. A cidade está localizada bem ao lado (oeste) do Parque Natural da Arrábida. Uma rua movimentada corre ao longo do calçadão da encantadora Praia do Ouro e da Praia da Califórnia. A área é cheia de restaurantes, bares, lojas e algumas atrações turísticas, como a Fortaleza Santiago, que fica em frente ao mar entre as duas praias. O terreno montanhoso da cidade oferece vistas deslumbrantes e lembra aos visitantes que Arrábida não está longe.

Devido à sua localização privilegiada e águas calmas, Sesimbra é uma importante cidade de pesca, conhecida como um excelente local para pesca profissional e pesca esportiva, bem como um ponto popular para a prática de mergulho. Além do clima descontraído de praia e da beleza natural, gostamos muito de lá porque também parece ser bem autenticamente portuguesa, uma ótima oportunidade para se expôr à cultura, ótima comida, vida noturna e bom custo-benefício comparando com outros lugares mais turísticos. Passamos um tempinho relaxando e caminhando por lá e depois continuamos o passeio.

A próxima parada foi a cidade de Setúbal, a capital do distrito. Localizado na margem norte do estuário do Rio Sado, é um porto movimentado e um centro de pesca comercial, e seu porto é historicamente e estrategicamente valioso desde antes da era das navegações portuguesas. Atualmente, a cidade está no coração da indústria de sardinha do país, e a região também é conhecida internacionalmente pela produção de uvas e vinhos Muscatel (Moscato). As montanhas da Arrábida também proporcionam um fundo impressionante para a paisagem.

Embora Setúbal pareça mais “industrial” e o apesar do porto dominar parte da paisagem urbana, a cidade também possui um centro histórico charmoso com edifícios ornamentados de cor pastel e uma área revitalizada perto das docas onde um grande número de restaurantes de peixe fresco podem ser encontrados. Além das famosas sardinhas e outros peixes frescos, todos os restaurantes oferecem outra especialidade local – o “Choco Frito”, e parece ser muito popular! Nós não provamos, mas vimos os chocos sendo servidos em praticamente todas as mesas a nossa volta, enquanto curtimos uma ótima refeição e uma bela vista da baía.

Nós passamos só algumas horas em Setúbal dessa vez, mas gostaríamos de voltar por um dia ou mais, para explorar outras atrações locais. A cidade também fica bem perto de Lisboa (acessível por serviço de ônibus regular), mas é muito menos movimentada, oferecendo boas opções de acomodação, comida e serviços. Acreditamos que é uma ótima “base” de onde acessar as belas praias, monumentos históricos, montanhas majestosas e muito mais na Península de Setúbal!

E falando em praias, em outro dia na mesma viagem (no último dia inteiro das nossas férias), passamos algumas horas maravilhosas relaxando na Praia da Figueirinha. Essa praia fica a cerca de 8 km de Setúbal, ao sudeste do Parque da Arrábida, e é simplesmente linda! Calma, água cristalina, e uma faixa de areia branca bem larga.

O dia estava bem quente quando fomos lá, e a água estava fria, mas ainda muito confortável para nadar. Há um estacionamento (GRÁTIS), mas não é muito grande e enche rapidamente, então planeje chegar cedo se estiver dirigindo, especialmente durante a alta temporada e nos fins de semana. Há também um restaurante e lanchonete, banheiros públicos e um balcão para alugar cadeiras e os guarda-sóis de palha. Percebemos que muitas pessoas levaram suas próprias cadeiras, guarda-sóis e bolsas térmicas com comida e bebidas, então essa também seria uma opção.

A costa do Parque da Arrábida, com suas águas calmas e naturalmente protegidas das ondas fortes e correntes comuns em outras áreas, oferece algumas das praias mais incríveis de Portugal e da Europa. Enquanto Figueirinha é a maior praia e a mais acessível, outras opções como Galapos, a mais isolada Galapinhos (melhor praia da Europa em 2017!), e Creiro / Portinho da Arrábida (com famosos restaurantes) requerem estacionar perto da estrada e caminhar (ou seguir uma trilha íngreme) até a areia e o oceano abaixo.

Dirigimos na Estrada de Escarpa (N379-1) e desfrutamos de vistas deslumbrantes de colinas, penhascos e praias paradisíacas. Descobrimos depois que há ainda muito mais para ver e fazer no Distrito de Setúbal, e gostaríamos de passar mais tempo lá em breve.

Já esteve lá ou planeja visitar? Mande seus comentários ou perguntas!

Deixe uma resposta