Mafra + Óbidos

Durante a nossa recente viagem a Portugal, um dia foi dedicado a uma viagem tranquila de Lisboa a Coimbra, e as duas paradas que fizemos pelo caminho, primeiro em Mafra e depois em Óbidos.

Mafra é uma cidadezinha muito fofa, e sua principal atração é o Palácio de Mafra, um dos maiores palácios da Europa. Chegamos lá de manhã, encontramos estacionamento facilmente nas proximidades do palácio e ficamos admirados quando chegamos ao prédio.

O palácio é monumental, impressionando os visitantes com seu tamanho e arquitetura ornamentada. Eu li que a fachada frontal estende-se 250 metros (820 pés) de um lado ao outro, e as torres de sino atingem mais de 68 metros de altura. Está aberto das 9h30 às 17h30 (fechado às terças e alguns feriados), e ainda que muitas áreas não estejam abertas aos visitantes, vale muito a pena visitar.

Construído entre 1717 e 1755, o Palácio de Mafra é o mais importante monumento barroco do país. O complexo inclui um mosteiro e uma linda basílica ornamentada, e também uma enorme biblioteca de 2 andares de 90 metros de comprimento contendo mais de 36.000 livros preciosos. Foi usado como convento e residência de caça da realeza da época, e atualmente restaurado e decorado com móveis originais, oferece um vislumbre da maneira como viviam a família real e os frades residentes.

Nossos favoritos foram a basílica e a biblioteca, mas também fiquei muito impressionada com uma bela exposição do artista português Paulo Ossião (de 19 de maio a 10 de setembro de 2017), que mostrava partes diferentes do palácio em aquarelas lindas, exibidas em vários ambientes. A exposição faz parte dos eventos que marcam a celebração do terceiro centenário da colocação da pedra fundamental para a basílica do palácio.

Depois da nossa visita, atravessamos a rua e escolhemos um restaurante para curtir o almoço com uma vista do palácio. Há muitas opções por perto ou uma curta distância a pé. Antes de sair de Mafra, paramos para a sobremesa no Fradinho, um café que oferece deliciosos pastéis e queijadas tradicionais (doces conventuais), bem como outras seleções saborosas e mais contemporâneas. Recomendo muito!

Nossa próxima parada foi em Óbidos. Chegamos no início da tarde e encontramos estacionamento fora das muralhas da cidade (o tráfego de carros nas ruas internas é extremamente limitado). Vimos um lote pago (com parquímetro) e outros dois lotes logo ao lado que não precisava pagar, mas não tenho certeza se essas vagas são sempre gratuitas.

A bela e histórica Óbidos é uma viagem no tempo e suas características medievais encantadoras são a atração principal. Assim que entramos na cidade através da Porta da Vila, tivemos que pausar um minuto para admirar os tradicionais azulejos pintados que cercam a varanda do átrio. Dentro das muralhas, descobrimos uma vila antiga, perfeitamente mantida e tradicional. Fomos cativados pelos telhados de telhas vermelhas, as casas e lojas brancas, as ruas estreitas com calçamento de pedras, o castelo na colina, e a linda muralha ao redor.

Escalamos os degraus perto da entrada (no lado esquerdo) para chegar ao topo da muralha e caminhamos nela ao longo da cidade, apreciando a vista e tirando fotos, até que descemos na outra extremidade usando degraus perto do Castelo de Óbidos – um edifício do século XII que foi convertido em um hotel histórico de luxo. Caminhar pela muralha oferece uma perspectiva privilegiada, mas esse caminho deve ser tomado com muita cautela, e não é recomendado para crianças desacompanhadas ou pessoas com dificuldade de locomoção. Em seguida, caminhamos de volta pela rua principal, visitando pequenas lojas, igrejas, cafés, etc.

E nenhuma visita está completa sem experimentar a tradicional Ginja de Óbidos, um licor de cereja produzido localmente. Muitas lojas na rua principal vendem amostras (cerca de € 1) em um copinho de chocolate que pode ser consumido depois de tomar a bebida. Garrafas de ginja e copinhos de chocolate (ou kits para presente!) também estão disponíveis para venda nas lojas, bem como muitos items de artesanato local e outras lembrancinhas interessantes.

Aqui estão alguns destaques da aldeia:

  • Aqueduto de Óbidos (visível do exterior da cidade ou do topo da muralha)
  • Porta da Vila
  • Muralha
  • Igreja de Santa Maria
  • Igreja da Misericórdia
  • Castelo de Óbidos

Nós adoramos Óbidos e realmente recomendamos uma visita.

E então? Gostaria de fazer perguntas ou sugestões para futuras viagens? Mande um alô nos comentários abaixo!

Deixe uma resposta